Quando chega o inverno, junto com o friozinho começa novamente a preocupação com a gripe. Durante a gestação, ocorrem algumas alterações no sistema imunológico e respiratório das mulheres que as deixam mais susceptíveis ao vírus da gripe. A campanha de vacinação para a gripe começou no dia 17 de abril para os grupos de risco que incluem gestantes, adultos acima de 60 anos, crianças menores do que 5 anos, entre outros. A vacina é bem segura tanto para mães quanto para os bebes e está comprovado que diminui a incidência de casos graves de gripe nos grupos de maior risco.

Na rede pública, está disponível a vacina tríplice que cobre dois subtipos do vírus A (H1N1 e H2N3) e um subtipo do vírus B. Na rede particular, está disponível a quadrivalente que contem um subtipo a mais do vírus B. Em geral, demora entre 2 e 3 semanas para conferir a imunidade e não provoca gripe, ao contrário do que várias pessoas imaginam. Portanto, não perca a oportunidade e vacine-se.

Além da vacina da gripe, há outras vacinas que podem ser oferecidas com segurança durante a gestação. Pacientes que não possuem imunidade para hepatite B ou difteria e tétano, podem e devem tomar estas vacinas. Pacientes que nunca tomaram a vacina de coqueluche acelular devem ser vacinadas durante o terceiro trimestre de gestação pois há passagem de anticorpo pro bebê e, além disso, a vacina evita que a mãe passe coqueluche ao seu bebê antes que ele receba a vacina com 2 meses de idade.

Então, procure o seu obstetra e tire suas dúvidas quanto ao seu calendário vacinal para que você e o seu bebê tenham a melhor proteção durante a gestação e a amamentação.

 

Share This